Dicas

Dividindo despesas: como fazer isso?

dividindo-as-despesas-sem-crise

Dividindo despesas

Depois de toda correria do planejamento do grande dia, todas as comemorações e glamour da festa, a vida real bate a porta dos recém-casados. Convivência e probleminhas do dia a dia começam a vir à tona e é extremamente necessário saber lidar com eles, né? O controle financeiro é essencial para evitar brigas e garantir um futuro promissor ao casal. Pensando nisso, nós, que amamos histórias de amor super românticas e bem sucedidas, vamos te ajudar!

pw

Antes do casamento

Brigas por causa de dinheiro, ou pela falta dele, foram apontadas como responsáveis por 56% dos divórcios registrados no Reino Unido nos últimos sete anos. No Brasil, a situação não é muito diferente. Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostrou que 37,4% de 819 mulheres entrevistadas em 2016 afirmaram que os gastos eram o principal motivo de discussões entre o casal. No entanto, é possível ficar longe destas estatísticas.

Especialistas no assunto garantem que atingir a harmonia financeira é uma questão de estratégia. E, melhor ainda, que o planejamento orçamentário pode levar o casal a crescer economicamente e colher bons frutos no presente e no futuro. Recomenda-se que a conversa sobre finanças tenha início antes mesmo do casamento.  Uma ótima maneira de fazer um teste prático é adotar uma planilha para registrar todos os gastos que os noivos terão com produção do enlace. A planilha deve conter o total de receita que o casal dispõe e os gastos com cada item contratado.

giphy

Depois do grande dia

Depois do casamento, o ideal é manter uma planilha mensal para registrar todas as despesas rotineiras, tais como condomínio, luz, gás, telefone, internet, TV a cabo, diarista, mercado, feira,  farmácia, restaurantes e outros gastos recorrentes. A forma como será feita a divisão de custos vai depender de cada casal. Porém, esse acordo prévio é essencial para evitar descontentamento no futuro. A solução encontrada por muitos casais é pagar todos os itens com um cartão de crédito conjunto e depois  dividir a fatura no dia do vencimento.

banner-historias-de-amor

É também aconselhado que o casal mantenha contas-correntes individuais para seus gastos pessoais. A abertura de uma conta conjunta é indicada para que os dois estabeleçam uma porcentagem do salário que deve ser depositada mensalmente nesta conta como uma reserva estratégica. A forma como esse dinheiro acumulado será investido vai depender dos planos do casal. Pode ser usado em viagens, ou simplesmente uma poupança que poderá ser usada na época da chegada de um filho.

Gostou das dicas? Compartilhe com suas amigas noivinhas e já casadas, pra que a crise não atrapalhe em nada a história de amor delas!

Quer receber as últimas novidades?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber as atualizações

Você assinou nossa newsletter!

Deixar um Comentário